Servidores definem pauta de reivindicações e estratégias de luta em defesa do Fascal

Compartilhe!

O Sindical realizou assembleia ordinária, na tarde de ontem (24) para definição da pauta de reivindicações dos servidores da Câmara Legislativa para 2022. No início da reunião, o presidente do Sindicato, Jeizon Silverio, esclareceu dúvidas dos servidores sobre o andamento das negociações com a direção da CLDF reiterando as informações do último boletim – reposição de perdas inflacionárias com previsão para março e avanço nas discussões da reestruturação administrativa da Casa.

Para 2022, os servidores deliberaram itens prioritários seguindo a ordem de importância. São eles:

  1. Reposição de Perdas Inflacionárias;
  2. Defesa intransigente do Fascal;
  3. Reestruturação Administrativa da CLDF;
  4. Novo Plano de Carreira;
  5. Regulamentação do Teletrabalho.

Fortalecimento do Fascal

Após a aprovação da pauta para 2022, foi iniciada a assembleia extraordinária para discussão da atual situação do Fascal. A iminência de um reajuste de mais de 18,% nas mensalidades e a baixa qualidade de atendimento têm preocupado os servidores.
Para o fortalecimento do Fascal e os servidores definiram estratégias de enfrentamento. 1. Que o custeio das necessidades de incremento do fundo seja realizado pelo Tesouro e não pelo reajuste das mensalidades; 2. Realização de seminário técnico sobre o Fascal; 3. Rechaçar a péssima qualidade na prestação do serviço de atendimento aos servidores (“call center”); 4.Priorizar nomeações de novos servidores para o Fascal; 5. Publicação do cálculo atuarial e dos números dos impactos causados pela pandemia ao fundo.