Pauta de Reivindicações: Sindical fala sobre itens prioritários

Compartilhe!

Na última sexta-feira (5), a diretoria do Sindical convocou os servidores em assembleia para falar sobre o andamento das negociações dos principais itens da Pauta de Reivindicações 2021. Conforme já anunciado em informativos anteriores, as negociações em torno do item prioritário, reposição de perdas inflacionárias, já estão adiantadas e a estimativa é que o reajuste aconteça a partir de janeiro de 2022.
“Estamos em mesa de negociação avançada para que tenhamos no final deste ano um projeto de lei repondo parcialmente as nossas perdas inflacionárias”, informou o presidente, Jeizon Silverio. Já existe um montante previsto pela LDO de 2022, mas está muito aquém das perdas inflacionárias dos últimos seis anos, já que, desde 2016, a categoria não tem qualquer reposição de perdas.
Reestruturação Administrativa: há um aval da Mesa Diretora da CLDF para que o Sindicato apresente uma contraproposta. A entidade continua recebendo as contribuições dos setores da Casa, respeitando as premissas definidas em assembleia. As sugestões serão confrontadas com a proposta que deverá ser apresentada pela Mesa Diretora até o final de novembro.
PCCR: Até o final do ano a negociação com a Mesa Diretora está suspensa. Há entendi-mento da Procuradoria Geral da CLDF de que alterações substanciais em planos de cargos, carreiras e remunerações estão vedadas pela Lei Complementar 173/2020. “Essa é uma questão de prioridade máxima do Sindical a partir de 1º de janeiro do ano que vem”, garantiu Jeizon.
Fortalecimento da Elegis: O presidente do Sindical falou sobre reunião realizada com o terceiro secretário da CLDF, o deputado Reginaldo Sardinha, e com a diretora da Escola do Legislativo, Patrícia Nogueira. Servidores da Elegis fizeram relatos sobre a atual situação do setor, expectativa de convocação de novos servidores e das necessidades e projetos futuros para a Escola.
Jeizon, informou que a entidade tem trabalhado para dar prioridade ao setor na alocação de recursos humanos, para fortalecer a política de qualificação dos servidores e pelo atendimento à pauta histórica da entidade de participação paritária do sindicato no conselho escolar.