Distritais apresentam 48 projetos no 1º dia de trabalhos em 2020

Metrópoles – Na abertura dos trabalhos do ano de 2020 na Câmara Legislativa, os deputados distritais apresentaram 48 projetos de lei. A sessão de terça-feira (04/02/2020) foi presidida pelo vice-presidente da Casa, Rodrigo Delmasso (Republicanos), devido à ausência de Rafael Prudente (MDB), que está de licença não remunerada. Os outros 23 parlamentares acompanharam os eventos no local.

Um dos primeiros atos da abertura foi a leitura das proposições dos parlamentares. Dos 24, 13 apresentaram documentos que ganharão números para serem votados pelos colegas. Com novo painel instalado, agora é possível acompanhar o número de presentes em plenário e saber qual foi o deputado que participou de todas as votações e quem mais faltou, entre outras disposições.

Os projetos apresentados são os mais diversos: vão desde o pedido para tornar obrigatória a divulgação, no Diário Oficial do DF, do pagamento de precatórios; a instituição do Dia do Choro (referindo-se ao chorinho, estilo musical); e a criação de uma capela social nos cemitérios do DF. As propostas podem ser conferidas no site da CLDF.

Houve ainda a leitura de projeto de resolução do deputado Rodrigo Delmasso, que autoriza a Casa a criar o Instituto de Ensino Superior e Pesquisa do Legislativo do DF (IESPL-DF), além de três projetos de decreto legislativo.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) foi à Câmara Legislativa para a abertura dos trabalhos. Ele falou da importância das aprovações de projetos na CLDF para a capital, mas não apresentou nenhuma nova proposição no primeiro dia de trabalho de 2020.

O Executivo deve protocolar novos projetos ainda nesta semana, com foco na economia do DF e em obras.